Geral

Projetos de Infraestrutura e Prevenção Climática do Paraná Apresentados na Conferência Regional Infra Sul GRI 2024

Introdução

O governador Carlos Massa Ratinho Junior apresentou, nesta terça-feira (18), os projetos de infraestrutura em andamento no Paraná e as principais ações do governo do estado para a prevenção contra grandes eventos climáticos durante a conferência regional Infra Sul GRI 2024, realizada em Curitiba. O evento reuniu empresários e investidores das áreas de infraestrutura, construção e mercado imobiliário para discutir investimentos que visam a adaptação climática.

Investimentos em Pesquisa e Sistemas de Alerta

De acordo com o governador, além de ter o maior plano de concessões rodoviárias do Brasil, o Paraná também tem investido em pesquisa e em sistemas de alerta para desenvolver respostas à emergência climática. Entre as iniciativas apresentadas, estão a criação do novo Arranjo de Pesquisa e Inovação (NAPI) Emergência Climática, da Fundação Araucária, com mais de 50 pesquisadores das universidades estaduais dedicados à avaliação de cenários e possibilidades envolvendo sustentabilidade ambiental e eventos climáticos.

“Aliado a este trabalho de pesquisa, estamos investindo cerca de R$ 90 milhões em novos radares e centros meteorológicos espalhados pelo Paraná para termos cada vez mais informações e sistemas de alerta para a população”, explicou o governador.

Soluções Urbanísticas e Parques Urbanos

O painel também destacou o pioneirismo paranaense no desenvolvimento de soluções urbanísticas para que as cidades consigam resistir a grandes tempestades. “Curitiba é um exemplo, com seus parques projetados para receber grandes volumes de água além da normalidade. Nós estamos levando essa ideia para o restante do Paraná, com a revitalização de áreas e criação de maciços florestais”, disse Ratinho Junior.

O programa de implantação de parques urbanos já instalou 31 complexos ambientais urbanos e tem outros 34 parques em construção ou licitação em áreas sujeitas a ações erosivas ou em regiões de fundo de vale, com investimentos de quase R$ 80 milhões.

Projetos de Infraestrutura a Longo Prazo

Os projetos de longo prazo também incluem um planejamento em infraestrutura que trabalha em harmonia com o desenvolvimento sustentável, integrando as diferentes regiões do estado. “Nós temos o maior programa de concessões rodoviárias do Brasil, com 3,3 mil quilômetros de rodovias e mais de R$ 50 bilhões em investimentos”, destacou o governador. Além disso, há investimentos significativos nos aeroportos de São José dos Pinhais, Foz do Iguaçu e Londrina, e em portos e ferrovias.

“Paralelo a isso, nós conduzimos grandes obras em estradas estaduais e contornos urbanos, tirando do papel investimentos aguardados há décadas e que vão impactar no desenvolvimento regional nos próximos anos”, concluiu Ratinho Junior.