Saúde

O crescimento do número de médicos no Brasil: expansão do ensino médico e demanda por serviços de saúde

O crescimento do número de médicos no Brasil

O Brasil registra atualmente 575.930 médicos ativos, o que representa uma proporção de 2,81 profissionais por mil habitantes, a maior já registrada no país. Esses dados foram divulgados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e fazem parte da Demografia Médica CFM – Dados Oficiais sobre o Perfil dos Médicos Brasileiros 2024.

Desde a década de 1990, o número de médicos no país mais que quadruplicou, passando de 131.278 para a quantidade atual registrada em janeiro de 2024. No mesmo período, a população brasileira aumentou 42%, chegando a 205 milhões de habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso significa que o número de médicos aumentou oito vezes mais do que a população em geral.

A população médica teve um crescimento médio de 5% ao ano entre 1990 e 2023, enquanto a população em geral teve um aumento médio de 1% ao ano. O maior aumento no volume de médicos ocorreu de 2022 a 2023, quando o contingente saltou de 538.095 para 572.960, representando um aumento de 6,5%.

Expansão do ensino médico

O crescimento do número de médicos no Brasil pode ser atribuído a fatores como a expansão do ensino médico, principalmente nas últimas duas décadas, e à crescente demanda por serviços de saúde. Atualmente, existem 389 escolas médicas espalhadas pelo país, o segundo maior número no mundo, ficando atrás apenas da Índia. Desde 1990, a quantidade de faculdades de medicina quase quintuplicou, passando de 78 para o total atual.

O Conselho Federal de Medicina vê com preocupação a velocidade de abertura de novas escolas médicas e o aumento de vagas nas escolas já existentes. A abertura de vagas em escolas médicas deve ser algo de interesse público e acontecer por necessidade social, de acordo com o supervisor do estudo e conselheiro Donizetti Giamberardino.