Saúde

Informe Semanal da Dengue no Paraná: Novos Casos e Óbitos Registrados

O Informe Semanal da Dengue divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) revelou que o Paraná registrou 8.441 novos casos e sete óbitos pela doença. Desde o início do período sazonal 2023/2024, em julho do ano passado, o estado já soma 37.516 casos confirmados. As sete mortes ocorreram em Antonina, Mariluz, Arapongas, Paranavaí, Apucarana (2) e Londrina, entre os dias 11 e 27 de janeiro. Os óbitos foram de três mulheres e quatro homens, com idades entre 24 e 75 anos, elevando o total de mortes para 15 no Paraná.

O 23º Informe Epidemiológico da Vigilância Ambiental da Sesa também mostra que foram notificadas 111.147 suspeitas de dengue, com 26.397 casos em investigação e 42.397 descartados. As Regionais de Saúde com mais casos confirmados são a 16ª RS de Apucarana (9.331), 14ª RS de Paranavaí (3.379), 17ª RS de Londrina (3.353), 22ª RS de Ivaiporã (3.246) e 10ª RS de Cascavel (3.095). Os municípios com mais confirmações são Apucarana (6.707), Londrina (2.718), Ivaiporã (1.841), Maringá (1.755), Paranavaí (1.583), Jandaia do Sul (1.207) e Santa Izabel do Oeste (1.117).

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, destaca que o governo tem adotado diversas medidas para combater a dengue, como o envio de equipes especializadas aos municípios e a reativação do Comitê Estadual Intersetorial de Dengue. No entanto, ele ressalta que é fundamental a união de todos para vencer essa batalha, já que muitas vezes os focos do mosquito são encontrados em áreas residenciais. A conscientização da população é essencial para somar forças nessa luta.

A transmissão da dengue ocorre pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado com o vírus. Os sintomas podem aparecer em até 15 dias e incluem febre alta, dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo e nas articulações, além de manchas na pele. Também podem ocorrer perda de apetite, náuseas e vômitos.

O boletim também informa sobre a doença Chikungunya, com 57 casos confirmados no Paraná, sendo 41 autóctones, ou seja, contraídos no próprio município de residência. Há ainda 190 casos em investigação e 519 notificações. Não foram registrados casos de zika vírus neste período.

Para mais informações, acesse o boletim completo ou visite o site da Secretaria de Estado da Saúde.