Estudo mostra alta em procura por planos de saúde antes da pandemia

Estudo mostra alta em procura por planos de saúde antes da pandemia

Período de 12 meses que antecedeu pandemia apresentou crescimento

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

 

Um levantamento do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) mostrou que 2 milhões de contratos foram firmados com planos de saúde nos 12 meses encerrados em fevereiro de 2020. De acordo com os dados, 1,7 milhão de novos beneficiários passaram a contar com planos exclusivamente odontológicos e outras 123, 7 mil pessoas aderiram aos planos médico-hospitalares. Alta de 6,9% e 0,3% respectivamente.

Para o superintendente executivo do IESS, José Cechin, os efeitos da pandemia de covid-19 em março e do isolamento social – adotado para combater o contágio acelerado doença – ainda se refletem nesses dados. “Deixam uma interrogação sobre os números dos próximos meses. Tanto é possível que tenhamos um aumento de beneficiários, em busca de contar com a segurança do plano, quanto uma redução por conta das pessoas que perderão o emprego e renda e não terão condições de manter o benefício”, disse.

Cechin afirmou ainda que o comportamento registrado em fevereiro dava continuidade à tendência observada no segundo semestre de 2019 e esperada para o ano de 2020, com uma ligeira recuperação do total de vínculos médico-hospitalares avançando juntamente com o aquecimento do mercado de emprego. A mudança no cenário nacional (e internacional), contudo, impede uma previsão precisa no momento. “Precisamos observar o mercado, a sociedade e os resultados do empenho contra a pandemia antes de refazer qualquer cálculo”, afirma.

Close Bitnami banner
Bitnami