Venezuela: Eleição sem oposição, forjada e sem eleitores

Venezuela: Eleição sem oposição, forjada e sem eleitores

Depois de inabilitar TODOS os partidos de oposição na Venezuela, o ditador Nícolas Maduro já comemora antecipadamente as eleições para vereadores que acontece hoje naquele país.

Os postos de votação iniciaram os trabalho àss 6h locais (8h em Brasília) e permanecerão abertos por 12 horas. Cerca de 20,7 milhões de venezuelanos de um total de 30,6 milhões estão habilitados para eleger 2.459 vereadores em 335 câmaras municipais.

Analistas já anteciparam uma baixa participação, devido à sombra de parcialidade que paira sobre estas eleições, à exclusão das maiores siglas de oposição por terem boicotado a eleição presidencial de 20 de maio e ao desânimo pela severa crise econômica.

Essas eleições foram convocadas pela Assembleia Constituinte, integrada apenas pelos deputados chavistas. Este ano, o órgão também convocou eleições para prefeito, governador e presidente, com novas regras e fora dos prazos estipulados, com amplas vitórias para o governista Partido Socialista Unido da Venezuela.

E tem gente até de São José dos Pinhais que jura e defende de pé junto que isto sim que é Democracia.

 

Compartilhe: