VÍDEO-MATÉRIA: Terror e centenas de mortos em Terremoto e Tsunami na Indonésia

Terror e centenas de mortos em Terremoto e Tsunami na Indonésia

Quase 400 mortos e centenas de desaparecidos após terremoto de magnitude 7,5 e tsunami que atingiram Palu na Indonésia

Foto: Agência AP

A agência nacional de desastres calcula que o atual número de mortos é de 384, todos informados na cidade de Palu, atingida pelo tsunami, mas alertou que o número deve subir, uma vez que os esforços de resgate continuam neste sábado e temem mais ainda por Donggala, cidade vizinha, com cerca de 300 mil habitantes e incomunicável até o momento.

Em Palu, cidade com cerca de 350 mil habitantes, há centenas de corpos parcialmente cobertos no chão.  A agência de catástrofes, BNPB, também disse que há preocupações sobre o paradeiro de centenas de pessoas que estavam se preparando para um festival de praia que começaria ontem no momento do Tsunami.

Enquanto isso, os hospitais da cidade estavam sobrecarregados pelo grande quantidade de feridos, com muitas pessoas sendo tratadas ao ar livre, enquanto outros sobreviventes ajudavam.

“O tsunami não veio sozinho, arrastou carros, troncos, casas, atingiu tudo em terra”, disse um morador local.

Algumas pessoas escalaram árvores de seis metros para escapar do tsunami e sobreviveram, disse ele, acrescentando que o  tsunami atingiu uma velocidade de 800 quilômetros por hora, destruindo edifícios e infra-estruturas.

Fortes tremores secundários continuaram a abalar a cidade costeira no sábado de manhã, disse ele.

‘Eu apenas corri’

Imagens de vídeo filmadas do último andar de uma rampa de estacionamento em Palu, a quase 80 quilômetros do epicentro do terremoto, mostraram ondas de água derrubando vários prédios e inundando uma grande mesquita.

“Eu apenas corri quando vi as ondas atingindo casas no litoral”, disse Rusidanto, morador de Palu.

O terremoto e o tsunami causaram uma grande queda de energia que cortou as comunicações em torno de Palu, e no sábado as autoridades ainda estavam tendo dificuldades em coordenar os esforços de resgate.

O aeroporto da cidade permaneceu fechado depois que sua pista e torre de controle de tráfego aéreo foram danificadas no terremoto, mas as autoridades disseram que eles estavam se preparando para reabrir para permitir que a ajuda entrasse.

A cidade é construída em torno de uma baía estreita que aparentemente ampliava a força das águas do tsunami enquanto corriam para a entrada apertada.

A área de Palu foi atingida por um tremor menos forte na sexta-feira, que destruiu algumas casas, matou uma pessoa e feriu pelo menos 10 pessoas em Donggala, disseram autoridades.A agência de meteorologia e geofísica da Indonésia, BMKG, emitiu um alerta de tsunami após o terremoto, mas o cancelou 34 minutos depois. A agência foi amplamente criticada por não informar que um tsunami atingiu Palu no sábado, apesar de autoridades afirmarem que as ondas ocorreram no momento em que o alerta foi emitido.

A Indonésia fica no Anel de Fogo do Pacífico e é regularmente atingida por terremotos. Em agosto, uma série de grandes terremotos matou mais de 500 pessoas na ilha turística de Lombok e destruiu dezenas de aldeias ao longo de sua costa norte.

Palu foi atingido pelo tsunami em 1927 e 1968, segundo a agência de catástrofes.

Fonte: aljazeera

 

Compartilhe: