EUA, França e Reino Unido atacam a Síria em resposta ao uso de armas químicas

EUA, França e Reino Unido atacam a Síria em resposta ao uso de armas químicas

 

Na noite desta sexta-feira 13, coalizão entre os Estados Unidos, França e Reino Unido efetuaram uma série de ataques ao território Sírio em resposta ao uso de armas químicas ao regime de regime de Bashar Assad.

O ataque liderado pelo governo americano, foi divulgado pelo presidente Donald Trump em torno das 22:27h da noite de sexta-feira 13.

Enquanto mísseis Tomahawk atacavam a capital Damasco, outras bases militares Síria e Libanesas (parceiros da Síria) eram atacadas por caças do Reino Unido e França.

Governo Sírio disse que baterias antiaéreas da Síria interceptaram mais de 50 mísseis Tomahawk , porém alguns deles atingiram bases militares e civis. Até o momento de fechamento desta matéria, 4 civis foram mortos pelos ataques. Estados Unidos divulgou que foram lançados 120 mísseis em um período de 50 minutos.

Segundo secretário de guerra dos Estados Unidos, o governo Russo foi avisado do ataque e que bases militares da Rússia não seriam alvos, porém a Rússia avisou ao governo Síria e as bases militares já estavam praticamente vazias.

O embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoly Antonov disse que este ataque da coalizão terá consequências drásticas. “Nossos avisos não foram ouvidos… Novamente, estamos sendo ameaçados. Nós avisamos que tais ações não ficarão sem consequências … toda a responsabilidade” pelas ações seguintes aos ataques será de Washington, Londres e Paris”, afirmou.

Um civil Sírio postou durante o ataque: “Foi o caos acima de nós maioria dos mísseis derrubado Eu vi mais de 20 mísseis antiaéreos lançados Eles voam muito alto, em seguida, começar a tecer transversalmente, como se eles estavam seguindo seu alvo. Eu não vejo os mísseis de cruzeiro, mas eu vi caindo detritos nas proximidades”.

Veja alguns vídeos e imagens do ataque:

 

Compartilhe: