Curitiba recebe o I Seminário de Preparação para o Contato Extraterrestre e Exopolítica

Curitiba recebe o I Seminário de Preparação para o Contato Extraterrestre e Exopolítica

Curitiba recebe o I Seminário de Preparação para o Contato Extraterrestre e Exopolítica

Como serão as futuras regras de convivência entre a humanidade e as outras inteligências cósmicas? A resposta está no I Seminário de Preparação para o Contato Extraterrestre e Exopolítica, que acontece em Curitiba, no dia 16 de dezembro. Organizado pela Revista UFO, o evento tem por objetivo preparar o Brasil para o contato extraterrestre por meio da diplomacia interplanetária.

Na ocasião, será criado o Instituto Brasileiro de Exopolítica (IBEXO). Trata-se de uma organização não governamental destinada a aglutinar e coordenar os movimentos exopolíticos no país. O coordenador do encontro, ufólogo A. J. Gevaerd, define exopolítica como a combinação do conhecimento alcançado em mais de 70 anos de pesquisas ufológicas com ciências políticas, humanas e sociais, e visa à compreensão dos objetivos destes visitantes. “Visa a estabelecer os critérios segundo os quais viveremos uma nova era neste planeta, ao lado de nossos visitantes extraterrestres”, acentua.

A revista UFO convidou o cientista político e ativista Michael Salla, Ph.D., referência em eventos de Exopolítica e de Ufologia em todo o mundo, para abordar o movimento exopolítica global na definição de nosso futuro em palestra magna do seminário. Desde a Antiguidade a espécie humana vem sendo observada por outras inteligências cósmicas, que parecem ter profundo interesse por nossa evolução. Afirma que nos últimos dois séculos, a presença destas formas de vida aqui influenciou uma geração de intelectuais, cientistas, religiosos e filósofos a argumentarem que um dia conheceríamos tais inteligências. “Hoje sabemos que elas estão aqui e aguardam o momento para se apresentarem à espécie humana”, assegura. Salla reside na Austrália e percorre o mundo apresentando as propostas da Exopolítica e como esta nova atividade pode influenciar o futuro da humanidade.

O professor e empresário Wilson Picler, reitor da instituição de ensino Uninter, apoiador de atividades de vanguarda em ciência e paraciência e patrono do IBEXO, apresentará as boas-vindas aos participantes e conferencistas do seminário.

Palestras nacionais 

O seminário conta ainda com seis conferencistas brasileiros.  Marco Antonio Petit, integrante da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU), e um dos investigadores do famoso Caso Varginha, fala sobre a exopolítica e a aproximação de nossos visitantes extraterrestres, abordando a necessidade premente de se empregar a Exopolítica para a preparação da humanidade quanto a um futuro encontro com outras inteligências cósmicas.

Flori Antonio Tasca, advogado e doutor em Direito das Relações Sociais pela Universidade Federal do Paraná, trata da Exopolítica e exodireito na Era Espacial. Miriane Lemes, advogada pela Universidade de Passo Fundo e pós-graduanda em Direito do Trabalho, aborda a Exopolítica e exodireito: duas atividades complementares, mostrando situações anômalas baseadas em avistamentos de naves alienígenas.

Toni Inajar Kurowski, médico veterinário, professor universitário, policial e perito criminal, explica no seminário como o contato com outras inteligências cósmicas causará um profundo impacto no cotidiano da humanidade, alterando costumes e comportamentos, descortinando novas tecnologias e levando à criação de uma nova legislação para lidar como este novo momento de nossa espécie. Já Fernando A. Moreira, professor titular do Departamento de Física da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), doutorado e pós-doutorado em Física Ph.D, explica em sua palestra o papel da ciência e da tecnologia em um contato com extraterrestres, enfatizando questões como física e nanobiotecnologia.

E por fim, Gevaerd traz para o debate a exopolítica no futuro da espécie humana.  Jornalista e editor da Revista UFO, ele já realizou centenas de investigações de campo no Brasil e exterior e proferiu palestras em mais de 50 países. Seu foco são a análise da ação extraterrestre no planeta e a difusão de suas descobertas à sociedade.

Serviço:

I Seminário de Preparação para o Contato Extraterrestre e Exopolítica

Dia: 16 de dezembro, das 9h às 19h

Local: Hotel Lizon

Inscrições: www.exopolitica.com.br.

Mais informações: A. J. Gevaerd (a.j@gevaerd.com ou 41 9 8872-3839)

Informações complementares

 O que é exopolítica? Exopolítica é uma atividade multidisciplinar de orientação paracientífica, política e cultural que pretende combinar o conhecimento alcançado em mais de 70 anos de pesquisas da milenar ação de outras inteligências cósmicas na Terra com ciências políticas, humanas e sociais vigentes, visando à compreensão dos objetivos destes visitantes e à acomodação de sua crescente presença na Terra no futuro da humanidade.

Qual é o objetivo da exopolítica? Seu propósito final é estudar, estabelecer e zelar pelo bom emprego de regras sociais multilaterais aceitáveis de convivência pacífica entre a espécie humana e povos de outros mundos do universo, que aqui chegam e ainda chegarão, considerando que o encontro entre nós e eles é inevitável no futuro próximo e que o poder público não demonstra o necessário interesse por esta matéria.

Quem pode praticar a exopolítica? Qualquer pessoa que tenha conhecimento e trânsito suficiente em uma ou preferivelmente ambas as áreas conjugadas na ideia acima apresentada, ou seja, que conheça as características da ação na Terra de outras inteligências cósmicas e/ou que conheça ciências políticas, humanas e sociais que permitam alcançar o propósito desta nova disciplina. 

Sobre o IBEXO

O Instituto Brasileiro de Exopolítica (IBEXO) será destinado a coordenar os movimentos exopolíticos em curso no Brasil, unindo-os em um único núcleo para seu fortalecimento individual e para a consolidação da classe que pratique a atividade no país. O Instituto defende, entre outras ideias, que a Terra vem sendo visitada por várias civilizações extraterrestres há milhares de anos, que elas são mais avançadas do que a raça humana e que estão em um processo de gradativa aproximação de nosso planeta, provavelmente para a efetivação de um contato com nossa espécie. “Em face do que se apresenta, é urgente estabelecer um programa oficial de conhecimento, informação, pesquisa e respectiva divulgação pública do assunto, de forma a esclarecer a população brasileira e mundial a respeito desta realidade”, diz a carta de intenções do Instituto, que assegura também que “é imperativo realizar um processo de preparação da humanidade para que ela possa, em um futuro momento ainda indeterminado, mas inevitável, receber tais inteligências para com ela conviver de forma harmônica e pacífica”.

Revista UFO

A Revista UFO é a única publicação brasileira especializada em Ufologia e uma das poucas existentes em todo o mundo hoje. Na verdade, é a mais antiga revista ufológica em atividade regular em todo o planeta, tendo completado 27 anos de existência em 2010. A revista foi fundada pelo ufólogo A.J.Gevaerd, em Campo Grande (MS), em março de 1988, como veículo de comunicação do extinto Grupo Editorial Paracientífico (GEP). A publicação tem hoje tiragem na casa de 30 mil exemplares, circula em todo o Brasil e Portugal, além de algumas cidades da Espanha e dos Açores. A cada mês, mais de 150 mil pessoas tomam contato direto ou indireto com a publicação, e cerca de 500 mil pessoas visitam seu site, que registra uma média de 25 mil acessos por dia e tem o maior conteúdo sobre Ufologia em língua portuguesa de todo o mundo, o segundo conteúdo considerando-se todos os idiomas. http://www.ufo.com.br

Compartilhe: