UPAs poderão ter gestão flexibilizada

UPAs poderão ter gestão flexibilizada

UPAs poderão ter gestão flexibilizada
Ministro da Saúde Ricardo Barros e o prefeito de Fazenda Rio Grande, Márcio Wozniack

Foi criada em Brasília (DF), a Câmara Técnica entre o Ministério da Saúde e os Tribunais de Contas, além de representantes dos municípios, para uma mudança no modelo de gestão das UPAs 24 Horas. Deve ser implantada a flexibilização nesse modelo e com isso, os municípios poderão ter a liberdade de gerir a UPA conforme as necessidades locais. Caso alguma prefeitura queira entregar a UPA terá que desembolsar R$ 5, 5 milhões que foram utilizados para as construções dos prédios no país.

O prefeito Marcio Wozniack, que se reuniu com o ministro Ricardo Barros, em Brasília, afirmou que a medida seria uma alternativa que poderia desafogar muitos municípios. “Além dos repasses serem abaixo do que realmente precisamos – haja vista que os cálculos de população do IBGE estão defasados -, eles nos são repassados com muito atraso, por isso precisamos mensalmente investir mais de R$ 1 milhão para manter o funcionamento e dar atendimento à população”, comentou.

Não há prazo estipulado para as alterações, mas seria uma forma, segundo o Ministério, de desonerar também o setor e cada município decidiria sobre o que seria melhor fazer conforme suas realidades.

Compartilhe: