Três brasileiros são presos no Zimbábue com mais 22 pessoas de países africanos

Três brasileiros são presos no Zimbábue com mais 22 pessoas de países africanos

Três brasileiros são presos no Zimbábue com mais 22 pessoas de países africanos

Três brasileiros foram presos hoje (10) no distrito de Mutare, a cerca de 270 quilômetros de Harare, capital do Zimbábue, quando participavam de um evento no país. Segundo informações da Plataforma Plataforma Brasileira de Direitos Humanos Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais (Dhesca), ligada à Unesco, e que atua na defesa dos direitos humanos, eles foram detidos com mais 22 pessoas de cinco países africanos quando participavam de atividade sobre exploração de minérios em comunidades e levados por policiais locais para uma delegacia.

O Ministério de Relações Exteriores informou à Agência Brasil que recebeu a informação sobre a prisão e acionou a embaixada brasileira em Harare, que está apurando os fatos.

De acordo com a Plataforma Dhesca, foram presos o frei Rodrigo Peret, da Comissão Pastoral da Terra de Uberlândia (MG), além de Maria Julia Gomes Andrade e Jarbas Vieira, do Movimento pela Soberania Popular na Mineração e membros da secretaria do Comitê em Defesa dos Territórios Frente à Mineração.

Ainda de acordo com a Dhesca, os policiais locais alegaram que a prisão foi motivada porque o grupo estaria violando uma área de propriedade privada, pertencente a uma mineradora chinesa que explora diamante na região.

Compartilhe: